Gol lança novos vôos para Miami e Orlando

A GOL Linhas Aéreas iniciou a venda de passagens para os voos regulares a Miami e Orlando, nos Estados Unidos, e Santo Domingo, na República Dominicana. As operações já foram aprovadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e demais autoridades pertinentes, com início no dia 15 de dezembro.

Novos Boeings 777 da TAM trazem novidades voltadas ao conforto e ao entretenimento

A TAM Linhas Aéreas recebe até o fim deste ano quatro novos Boeings 777. Mais modernas, as novas aeronaves apresentam um novo design interior desenvolvido com exclusividade pelo escritório inglês Priestmangoode. Com o conceito “From Home to Home”, que quer dizer “de casa para casa”, a proposta pretende fazer com que o passageiro, mesmo saindo da sua residência, continue em um ambiente que remete ao seu lar, privilegiando o conforto e o bem-estar.

Aves ameaçam os aeroportos de São Paulo

Relatório do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) aponta que as colisões de aviões com aves mais que dobraram nos dois principais aeroportos de São Paulo, Congonhas e Guarulhos, os mais movimentados do país. Em Congonhas foram 96 casos reportados em 2011, contra 40 em 2010. Em Guarulhos foram 79 colisões em 2011, contra 30 em 2010.

Emirates eleita a melhor companhia aérea cargueira do ano

A Emirates SkyCargo foi eleita a melhor companhia aérea de cargas do ano e, pelo 24º ano consecutivo, também foi nomeada melhor companhia aérea de carga do Oriente Médio.

Azul Linhas Aéreas tem livre decolagem rumo a Uberlândia (MG)

A Azul Linhas Aéreas recebeu autorização da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para operar duas novas rotas rumo a Uberlândia

29 de nov de 2012

Embraer lança novo Jato Executivo


Novo lançamento da Embraer promete ser inovação entre os Jatos Executivos.
Assista!



1 de nov de 2012

Check List Seneca II


Check List da aeronave Seneca II, Aeronave Bi-Motor utilizada para treinamento de Pilotos comerciais.

29 de out de 2012

Empresas aéreas têm dificuldade para aumentar passagens aéreas


Diferentemente do que planejaram, as companhias aéreas brasileiras não têm conseguido repassar para o preço das passagens a explosão de custos que o setor atravessa. Com um primeiro semestre ainda com excesso de oferta de assentos, as empresas não puderam elevar muito o valor dos bilhetes, sob risco de ver a ocupação dos voos cair. Prova de que as passagens aéreas ainda não estão pesando mais no bolso do brasileiro este ano é que o item acumula queda de 5,3%, até setembro, no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

A inflação oficial, aferida pelo indicador, tem alta de 3,77% no ano.Os números, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), referem-se basicamente a passagens compradas para turismo e lazer. Em trechos em que o movimento de passageiros que voam a negócios é mais intenso, como na ponte aérea Rio-São Paulo, o consumidor se depara com bilhetes caros. A percepção do setor é de que, se os preços subirem amplamente, a nova classe média, que puxou o boom da demanda nos últimos anos, voltará a andar de ônibus.

A combinação indigesta para as companhias - bilhetes muito baratos e dólar, combustível e taxas aeroportuárias em alta - resultou em prejuízos bilionários em 2011, cenário que persiste."Estamos num momento em que o passageiro incorporado com a última redução de preço está chegando no limite de sua capacidade. Se o preço subir, muita gente sai do avião e volta para o ônibus", diz o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz. Cálculo da entidade aponta que, para cada 1% de aumento de preço, a demanda por transporte aéreo cai 1,4%.

Líder no segmento doméstico, a TAM admite que não foi possível fazer o repasse como pretendia no primeiro semestre, mas vê espaço para as passagens subirem na segunda metade de 2012. A principal base para isso seria uma maior disciplina na oferta vista desde meados do ano. A TAM planeja reduzir a oferta em 2% agora, e em cerca de 7% em 2013. Na Gol, vice-líder no mercado doméstico, a meta de redução é de entre 2% e 4,5%.

A empresa não divulgou projeção para o ano que vem.Além disso, o segundo semestre é historicamente mais aquecido do que o primeiro, com a presença de feriados importantes. "Agora, sim, conseguiremos ver essa retomada no crescimento do preço das passagens. A partir de julho, já começamos a ver isso acontecer mais fortemente", afirma a vice-presidente da unidade de Negócios Domésticos da TAM, Cláudia Sender. A executiva diz que as passagens mais baratas não vão desaparecer do mercado, mas ressalta que o consumidor terá de planejar sua viagem com tempo para conseguir preços baixos.

"Ainda existem disponíveis no mercado tarifas de lazer, mas vai ser cada vez mais importante o passageiro se programar com antecedência para comprar", explica Cláudia.Sobre as atribulações do setor, a Gol diz que a combinação de demanda e preço no primeiro semestre ainda não foi o suficiente para fazer um resultado positivo. A Azul também reconhece que o ano está sendo complicado, mas aposta no ganho de escala que a fusão com a Trip lhe dará para atravessar o período de turbulências.

Juntas, as duas empresas se consolidam como a terceira colocada nas rotas domésticas, com participação de 15% no mercado. A companhia diz que o último trimestre, especialmente, foi complicado para o setor no que diz respeito à recuperação dos yields (valor pago por passageiro por km transportado), e só vê um cenário menos nublado nestes últimos três meses do ano. "Vemos um quadro melhor agora para o quarto trimestre", diz o diretor de comunicação da Azul, Gianfranco Beting.

Mesmo que o aumento das passagens de fato venha, não deve ocorrer na proporção que gostariam as companhias aéreas. Na avaliação da Abear, a saída para que as aéreas voltem a dar lucro está na redução de custos. Para isso, a entidade tem mantido conversas constantes com o governo. Entre os interlocutores estão pelo menos quatro ministros e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O governo tem demonstrado preocupação com a saúde financeira das aéreas e, no mês passado, as incluiu na lista de setores que tiveram desoneração da folha de pagamento. Com isso, as cinco maiores empresas do setor no Brasil (TAM, Gol, Azul, Trip e Avianca) devem ter uma economia de R$ 300 milhões. De acordo com Sanovicz, o próximo alvo é o combustível de aviação, que acumula alta de 18,9% este ano até 1.º de outubro. Além de o querosene custar mais que em outros países, as aéreas reclamam da alta carga de ICMS sobre o insumo. As conversas devem começar nas próximas semanas.
Fonte: Portal Info Aviação

Novos Boeings 777 da TAM trazem novidades voltadas ao conforto e ao entretenimento


A TAM Linhas Aéreas recebe até o fim deste ano quatro novos Boeings 777. Mais modernas, as novas aeronaves apresentam um novo design interior desenvolvido com exclusividade pelo escritório inglês Priestmangoode. Com o conceito “From Home to Home”, que quer dizer “de casa para casa”, a proposta pretende fazer com que o passageiro, mesmo saindo da sua residência, continue em um ambiente que remete ao seu lar, privilegiando o conforto e o bem-estar.

“Queremos oferecer aos nossos clientes de voos internacionais, que geralmente passam por longos trajetos, uma experiência de viagem aconchegante e humana, que privilegie a qualidade do serviço prestado”, explica Ricardo Cruz, gerente de Marca da TAM Linhas Aéreas.

A Primeira Classe da nova aeronave apresenta a ideia de sala de estar. O ambiente é personalizado com o nome do passageiro no controle do sistema de entretenimento, proporcionando mais privacidade e interação com as novas facilidades no manuseio do assento, TV e iluminação. Além da nova poltrona, que se transforma em uma cama, há um sofá, closets individuais, luminária, mesa de refeição, almofadas, o exclusivo serviço Nespresso e uma biblioteca com livros, edições do guia de viagem internacional Wallpaper e revistas de interesse geral. Tudo com novos acabamentos em tecidos mais leves e de visualização agradável, para deixar o passageiro com a sensação de estar à vontade como em sua casa.

Os clientes também encontram outras novidades nas demais classes. Entre os destaques estão os assentos com distância maiores entre si, também conhecidos como TAM Espaço +, que passam a contar com mais unidades à disposição. Já aqueles que optam pela Classe Econômica têm a oportunidade de conferir as novas poltronas, que receberam acabamento diferenciado com três novas de cores – verde, vermelho e azul – para criar um ambiente especialmente voltado ao bem-estar do passageiro.

Além dessas particularidades, todos podem conferir o design dos banheiros que passam a apresentar um piso que remete ao calçadão carioca de Copacabana. Outro destaque é o serviço de entretenimento de bordo, que foi totalmente remodelado. No novo sistema, os clientes podem escolher entre filmes de diversos gêneros, com informações detalhadas e opção de assisti-los com legendas ou dublados, aplicativos TAM Tips (com diários e dicas de viagens especialmente postados pelos clientes que utilizam os serviços da companhia aérea), chamadas telefônicas entre os assentos da Classe Executiva (serviço exclusivo), eReader (com conteúdo de revistas brasileiras semanais de grande circulação), compra de produtos do Duty Free a preços especiais, músicas, seriados de TV e jogos. Por meio de um conteúdo exclusivo, as crianças também podem se divertir com os personagens do TAM Kids durante o voo.

Com capacidade para até 368 passageiros, os Boeings 777 que apresentam o novo conceito começam a operar em rotas internacionais.

Fonte: Aviação Brasil

Gol lança novos vôos para Miami e Orlando


A GOL Linhas Aéreas iniciou a venda de passagens para os voos regulares a Miami e Orlando, nos Estados Unidos, e Santo Domingo, na República Dominicana. As operações já foram aprovadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e demais autoridades pertinentes, com início no dia 15 de dezembro.

“Identificamos uma grande demanda de clientes para os Estados Unidos e, com foco neste mercado, já tivemos um grande sucesso com as operações exclusivas aos clientes SMILES. Agora, a nossa proposta com os voos regulares é oferecer voos com tarifas atrativas, utilizando Santo Domingo, na República Dominicana, para a distribuição dos clientes, sem comprometer o nosso modelo de baixo custo”, destaca Paulo Kakinoff, Presidente da GOL.

Os novos voos serão diários, com decolagens em São Paulo/Guarulhos para Orlando e no Rio de Janeiro/Galeão, para Miami, com uma parada em Santo Domingo, onde os clientes poderão realizar a troca de aeronaves de acordo com o seu destino final. As duas operações oferecem a opção de viajar na classe comfort ou econômica.
Fonte: Aviação Brasil.

Free Air Plane Cursors at www.totallyfreecursors.com

Facebook